5 de março de 2008

CORINGA


...Mais cuidado agora, nem se arrisque a me engolir
Eu sou indigesto -que lhe diga a Esfinge afoita a me devorar
Já queimei na fogueira da inquisição - fui carvão- por incestos que não cometi
Mas renasci, só, nem esperei virar pó -sou autor de mim

Sou assim, um acorde maior sem desafinar na orquestra erudita
O 'v' da vingança, consagrado na verdade veredicta
Sei que canto os encantos nos banheiros alheios
Mas disfarço os meus santos nos meses derradeiros

Eu sou livre como Osíris abraçado a Isis - no amor
E conheço meus pecados -já julgados- de nascença
Perco-me no labirinto da descrença, paciência...
-Me abandono por preguiça de me procurar.

Eu sou jogador veterano: Escrevi manual pra amar...
Meu coração é albergue de mãe, é lar, é cais
Mas nem se confunda -não sou dado pro azar
E sempre tenho na manga -cigana- um coringa pro seu ás.

(Max da Fonseca, a Luís Antonio Cajazeira Ramos) 21/02/08

2 comentários:

ThiersR> disse...

>
Poema-explicação de seus porquês, em cada frase faz—se uma pergunta.
Há a dúvida e é exatamente esta dúvida que o engole. O poeta é picado por seu prio veneno.
Coragem camarada, coragem, sem ela o mundo se esvai. Viver suas verdades é bem melhor do que os disfarces. Quero-o vencedor de todas as batalhas. Vesti-o do avesso pra estar aqui e com medo retruco. Seu Ás, tvz esteja desbotado porque em cada passo vivemos nova batalha e muitas vz a munição acaba.
Gde poema poeta, como te disse; as amarras moram dentro da sua alma que é doce como calda.
Thiers R>

Raiblue disse...

"Um aquariano inenarravelmente paradoxal!"

Prazer,Max!
Perfeita sua apresentação!

Ao mesmo tempo que é o autor de si mesmo...se perde e se abandona,diz ser por preguiça,mas pode ser por medo ou ser mesmo por livre-arbítrio... de querer seguir, assim,livre de qualquer definição... de qualquer padrão q possa cortar suas asas...,e nisto vejo grande coragem!...de se deixar fluir...sem saber onde vai parar...pois tem as cartas na mão
pra qualquer jogada do destino...
É o próprio coringa nesse jogo...

Parabéns pelo belo texto!
Aliás,seu blog parece lindo...lerei os outros textos c calma,tá?
Gostei do seu estilo!

obrigada pela visita ao meu blog e pelo voto no over,valeu!

Beijos blueKozmicblues...
Rai


A Xícara está de pé!