9 de junho de 2008

O VERMELHO DO VENTO

O Vermelho do Vento

O vento carrega meus segredos.
de porta em porta revela.
sincera e honesta (mente), nega
tudo que foi dito e acelera.

Partido, ido, sem volta;
com sofreguidão, doído na porta,
vende-se por qualquer trocado,
barato, em cortesia.

-Não ha poesia que o revele,
nem maresia que o adormeça.

Ah, vento maldito!
parte por sua brisa, fria, cria, mal-vista
e me esqueça!

(Max da Fonseca, aos “incômodos na fechadura da pele”.)

6 comentários:

Escultora de Delírios disse...

'Posso ouvir o vento passar
Assistir a onda bater
Mas o estrago que faz
A vida é curta pra ver'

Ando insensivel demais pra sentir o que está escrito, rs.
=**

Iaiá disse...

"Não ha poesia que o revele,
nem maresia que o adormeça." (...)

Assim ele é.
No sumo, indescritível.
Na soma, incalculável.
No sono, irreparável.

E forte como o vento.
E simples como nós.

Raiz disse...

segredos

Sinto-me perdida.
Vivo um segredo disfarçado em falsas certezas.
Apresso-me de tempo perdido sem respostas.
Estou sem guia e tudo está escuro.
Não me sinto bem.
Estou sendo franca e o meu jogo é limpo.
Boto as cartas na mesa, mas não revelo os meus dias:
Sou uma casa secreta, indecifrável a olho nu.
Tampouco acredito em mim
porque muito do que escrevo é um pouco inventado.

Raiz disse...

gracias pela vistita ...

volte sempre aos meus desatinos...

Recôndita linguagem
entre as arestas luxuriosas indecifráveis das palavras.
Desordem silábica invisível
marginalizadas letras convulsionadas.
Tudo o que escrevo é tenso.
Impulsos viscerais imprevisíveis.
Consoantes subterraneamente inatingíveis.
Vogais destoantes, selvagens.
O que te escrevo é literaria-mente repugnante
e, desesperadamente inadiável.

Raiblue disse...

A pele
o vento corta
Vermelho...
Traz
e vai
sem pena
deixando
aberta
a ferida...

Triste sina
de brincar
com meu destino
vento maldito!
Recolho as velas
Preciso apagar
As chamas
Navegar já não é preciso...

(Raiblue)


Bravo,meu grande poeta menino!
Muitas saudades de vir aqui...

Está lindo o novo layout...lindo...muito delicado...como vc...

Beijos bluecoloridos....
Blue

Inaldo Correia disse...

O vento carrega meus segredos
Ah, vento maldito!
De porta em porta revela meus segredos...

Piivete muito show!!!


A Xícara está de pé!